Explore
 Lists  Reviews  Images  Update feed
Categories
MoviesTV ShowsMusicBooksGamesDVDs/Blu-RayPeopleArt & DesignPlacesWeb TV & PodcastsToys & CollectiblesComic Book SeriesBeautyAnimals   View more categories »
All reviews - Movies (11) - Books (13) - Music (6)

"a stranger's just someone that you've forgotten."

Posted : 8 years, 7 months ago on 7 November 2008 04:06 (A review of Juturna)

O tipo de som do Circa Survive não me agrada muito - de fato,
é o tipo de cd que empolga quando ouvido pela primeira vez,
e quando se repete torna-se enjoativo e irritante. Porém, 'Juturna',
lançado em 2005, tem algo bacana nas suas letras: referências ao
filme Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Eternal Sunshine
of the Spotless). Embora não sejam letras bem elaboradas, foram
criativos ao pegar idéias do filme e criar frases, e não apenas
copiar falas dos personagens - o que muitas bandas costumam fazer.


0 comments, Reply to this entry

o tempo foi embora, procurar um jeito de ser feliz

Posted : 8 years, 8 months ago on 29 October 2008 01:58 (A review of Eu Falso Da Minha Vida O Que Eu Quiser)

Quem escutar este cd pensará que Moska enfrentou uma desilusão amorosa muito forte, e resolveu fazer uso de sua tristeza para alimentar a veia criativa e dramática de suas canções. O artista admite que é um disco denso, entretanto, expressa bem a vida do jeito que ela se apresenta à ele (palavras do próprio). Durante a turnê do disco, Moska decidiu registrar em fotografias tudo que lhe parecesse interessante, utilizando uma máquina digital(fotos que mais tarde foram para o encarte do cd seguinte - Tudo Novo de Novo). É evidente a inspiração que cada música pode trazer. Entre canções inteligentes, que falam principalmente sobre as relações dos indivíduos e as suas dificuldades, há uma obra prima: Vênus. No final desta, há um texto que dá uma das melhores descrições do amor já vistas - sem pieguices ou vocabulário rebuscado. A versão de "You Should've Come Over" (de Jeff Buckley) além de boa, é uma das melhores do cd. Destaque também para "Corpo Histérico" e "Para Sempre Nunca Mais".


0 comments, Reply to this entry

"Eu te deixo ser, deixa-me ser então"

Posted : 8 years, 8 months ago on 18 October 2008 01:46 (A review of Água Viva)

Água Viva mostra de forma rápida e clara a maneira como o leitor deve lidar com qualquer obra da Clarice: deve-se viver cada linha, e não simplesmente ler. Cada palavra é capaz de te tocar de forma inexprimível. A arte de escrever, a profundidade e os conflitos do ser humano são retratados em cada parágrafo. É pura filosofia, fundamental até para o entendimento dos sentimentos mais complexos.


0 comments, Reply to this entry

The Pope's Toilet review

Posted : 8 years, 10 months ago on 3 September 2008 07:25 (A review of The Pope's Toilet)

Em 1998, na fria cidade de Melo, fronteira entre o Brasil e o Uruguai, os habitantes esperavam pela visita do Papa. Na televisão, os noticiários anunciam números cada vez maiores de pessoas que se deslocarão para a cidade para prestigiar a visita. Os moradores, que supostamente se sentiam lisonjeados pela presença de alguém tão importante, vêem no acontecimento uma oportunidade para investir no comércio. Alimentação, souvenirs, balões, bandeiras… Uma variedade de simplicidades.
Beto, que procurava ajudar sua mulher e filha com o contrabando, resolve construir um banheiro. Para ele, as pessoas aproveitariam o evento para comer e beber, e obviamente, precisariam de um banheiro. E assim caminha o filme - a luta de Beto para conseguir terminar o banheiro á tempo. Para isso, enfrenta barreiras de todos os tipos, entrando em desacordo até com a mulher, Silvia.
O interessante do filme é a mobilização das pessoas, a vontade com a qual elas se dedicam à preparação das coisas que venderão durante a vinda do Papa. A fé deles é enorme, acreditam que o dinheiro que vão obter será suficiente para garantir um tempo sem problemas financeiros. Outra personagem que merece destaque é Silvia, filha de Beto, que apesar da situação difícil que enfrenta, é persistente em relação ao seu sonho de ser radialista.
O filme é uma boa pedida para aqueles que querem ter uma idéia, conhecer melhor, a realidade dos países latinos mais pobres. Esta realidade é retratada de maneira real, mas com piadas ocasionais e atuações que não deixam a desejar.


0 comments, Reply to this entry

Babel review

Posted : 8 years, 11 months ago on 8 July 2008 06:24 (A review of Babel)

O filme tem uma história boa - o clássico caso do filme que
conta tantas histórias diferentes, mas que no final você
descobre que há uma conexão entre todas. Fiquei intrigada
durante boa parte do filme, aquele desespero em saber o que
aconteceria nas próximas cenas, mas tudo acompanhado daquela
certeza de que haveria algo que colocaria todos os personagens
do filme bem próximos pelos acontecimentos. Apesar de tudo isso,
a direção não deixa a desejar. Nota 6.


0 comments, Reply to this entry

Sem amor, só a loucura.

Posted : 8 years, 11 months ago on 8 July 2008 06:13 (A review of The Story of Adele H.)

O filme pode ser visto por dois pontos de vista. Um, que acha que
Adele deve seguir até o fim para conseguir o seu amor, e outro que
a vê como uma louca, exagerada. Fico no meio termo. A história é
bonita, e o final infeliz fecha o filme com chave de ouro. O amor
de Adele Hugo, embora obsessivo, dá-lhe inspiração para escrever
coisas lindas - o que de fato me deixou bem curiosa para ler o diário
dela. Quanto a direção, Truffaut não decepcionou ninguém. Os atores
foram bem escolhidos e posicionados em cada cena. O amor de Adele
pode ter levado-a à loucura, mas é profundo, belo. A prova de que
nem sempre amores não-recíprocos são algo ruim: podem lhe servir de
inspiração.


0 comments, Reply to this entry

PostSecret: Extraordinary Confessions from Ordinary Lives review

Posted : 9 years, 3 months ago on 13 March 2008 04:23 (A review of PostSecret: Extraordinary Confessions from Ordinary Lives)

Who would disagree if I said that reading another people's secrets is nice? I just love it. I can say that some secrets tell things about me, others are disgusting, others kind of made me sad.. A few made me laugh. In fact, I can't say too much about it - I really love post secrets, that's why I'm always anxious waiting for sunday to come - so I can read new secrets! I recommend this, and can't wait to read the other books..


0 comments, Reply to this entry

Pequenas Epifanias

Posted : 9 years, 4 months ago on 9 February 2008 12:52 (A review of Pequenas epifanias)

Gosto muito de Caio Fernando Abreu, e tenho procurado e lido todas as suas obras, e a cada dia gosto mais dele.
Este livro é uma coletânea de Crônicas, algumas são mais comuns - chegam a passar despercebidas - enquanto outras te surpreendem pela riqueza de conteúdo, e maneira única de retratar o mundo pelos olhos dele. É interessante acompanhar os acontecimentos da vida dele, os quais ele relata em algumas crônicas, você se sente como se estivesse em contato direto com o autor, acompanhando cada detalhe de seus últimos dias de vida. Um livro maravilhoso, recomendo!


0 comments, Reply to this entry

You make me happy, when skies are grey..

Posted : 9 years, 4 months ago on 9 February 2008 12:46 (A review of Fevers and Mirrors)

This is a wonderful example of what I like about Bright Eyes. Explosive feelings, heavy lyrics, good sounds, screams...
I can feel all of Conor's feeling when I listen to this cd, and this one may be my favourite one from Bright Eyes. It's a good cd for those that think they're alone when it comes to love/life problems - you feel relieved as you listen to each word Conor is singing. Most people may say that it's too dramatic, but if you like Bright Eyes, you must be used to that. I can't make a list of favourites now, but if I had to choose two, I would choose Haligh and The Calendar Hung Itself.


0 comments, Reply to this entry

Trees Get Wheeled Away

Posted : 9 years, 4 months ago on 9 February 2008 12:41 (A review of Noise Floor: Rarities 1998-2005)

As everyone knows, it's a collection of b-sides and 'rarities', and I may be the only person in this world that likes it. But I really enjoy listening to the whole cd without stopping, or choosing one, or two of them. Conor sings usually in such a way that you can almost feel what he was feeling when wrote the song - and I love it. Specially when he screams, or sings as if he were about to cry - because he really meant every word of the song. That doesn't happen in an expressive way in this cd, he's more calm, 'slow' I would say. But it's worth listening, and my favourite ones are Bad Blood, Happy Birthday to Me, Trees Get Wheeled Away (with a phrase that is my favourite from this CD - "so believe you're who you are, and stay in character. but at the end of the play the audience walks away and you'll be a shivering cold on a well lit stage"), Mirrors and Fevers and Devil Town.


0 comments, Reply to this entry


« Prev 1 2 3Next »

Insert image

drop image here
(or click)
or enter URL:
 link image?  square?

Insert video

Format block